Cabo de Guerra Elétrico na Escola Nazinha Barbosa

Cabo de Guerra Elétrico na Escola Nazinha Barbosa

Concluído

Membros Envolvidos: 3

Pessoas Impactadas Diretamente: 25

Pessoas Impactadas Indiretamente: 75

Eixo Temático

Educação

Educacao e Vida na Agua

Público Alvo

Alunos do 9º ano do ensino fundamental da Escola Municipal de Ensino Fundamental Nazinha Barbosa.

Coordenação

  • André de Medeiros Brito

Membros Participantes

  • André de Medeiros Brito
  • Camila de Almeida Porto
  • Daniele Gomes de Andrade

Localização

Escola Municipal de Ensino Fundamental Nazinha Barbosa (João Pessoa-PB)

Objetivo Geral

Realizar uma atividade lúdica com alunos de uma escola pública de ensino fundamental com o objetivo de propiciar a estes estudantes o contato com um experimento físico, estimulando o contato e o interesse por ciência e Engenharia

Objetivos Específicos

  • Fomentar o interesse pela vida escolar por meio de atividades lúdicas relacionadas ao conteúdo letivo.
  • Facilitar o aprendizado das ciências exatas e da natureza por alunos do 9º ano do ensino fundamental da Escola Nazinha Barbosa.
  • Desenvolver habilidades como raciocínio lógico e crítico, integração e aplicabilidade dos assuntos.
  • Estabelecer relação entre o Núcleo João Pessoa dos Engenheiros Sem Fronteiras e a Escola Nazinha Barbosa

Período de Realização

05/04/2018

Descrição

O programa “Engenheiros do Amanhã” tem por objetivo realizar atividades diversas com alunos de escolas públicas e privadas de João Pessoa e demais municípios que compõem a Região Metropolitana, com o intuito de difundir a ciência e contribuir para a formação de cidadãos atuantes e conscientes do seu papel na preservação do meio ambiente. A primeira ação desse programa, desenvolvida na Escola Municipal de Ensino Fundamental Nazinha Barbosa, em João Pessoa, intitulada “Cabo de Guerra Elétrico”, consistiu na realização de um experimento físico em que foi demonstrado o processo de geração de campos elétricos por meio de carga eletrostática produzida ao se esfregar uma bexiga no cabelo, tornando-a capaz de atrair uma lata de refrigerante. Os alunos foram separados em duplas que competiam numa espécie de “cabo de guerra” onde deveriam se posicionar um de frente para o outro e cada qual, com sua bexiga devidamente carregada, tentar atrair a lata entre eles. O experimento permitiu ilustrar conceitos da física como a existência de cargas elétricas e os fenômenos elétricos de atração e repulsão. Além disso, com a ação foram criados laços entre a escola e o Núcleo João Pessoa dos ESF, abrindo caminhos para a realização de outras atividades.

Complexidade

Tempo: 1 – até 1 mês
Técnico: 1 – não requer pessoal especializado
Custo: 2 – até R$ 100,00

Orçamento

R$ 20,00

Parcerias

  • Escola Municipal de Ensino Fundamental Nazinha Barbosa
^
topo